Conjunto Diretivo Parasita

 

Os Conjuntos Diretivos Parasita Prestec são constituídos de um casador de antena e um circuito de aterramento de torre.

Este sistema todavia, depende de projeto específico de construção, para atendimento da emissora às normas técnicas e possuem os seguintes itens: facilidade de ajustes locais, baixas perdas de transferência, elevada estabilidade térmica, recursos de leitura por amperímetro com sonda, travamento mecânico de bobinas, bobinas prateadas e desnecessário o controle de fase.

O Sistema de Torre Parasita pode ser utilizado quando se deseja obter característica diretiva no sistema irradiante quer por proteção parcial ou predominância do alcance da emissora, sendo os diagramas de irradiação semelhantes aos sistemas diretivos convencionais com respeito ao ganho; obtem-se assim vantagens no sistema parasita em virtude da alimentação ser feita em apenas uma das torres eliminando assim a necessidade do divisor de potência e fasor, obrigatórios em conjuntos diretivos.

A facilidade de ajuste aliada ao baixo custo face a utilização de reduzido número de componentes proporciona grandes vantagens sobre o sistema diretivo convencional desde que o projeto possibilite a utilização do sistema.